sexta-feira, 22 de julho de 2016

Nigéria: mulher vive em bacia à espera de descobrir que doença tem

Reprodução
O drama da nigeriana Rahma Haruna começou aos seis meses de idade. Hoje, prestes a completar 20 anos, ela segue sofrendo com seu problema raro e, até o momento, sem solução.
Quando Rahma completou seis meses, seus braços e pernas pararam de se desenvolver. De família muito pobre, ela passa, desde então, boa parte do tempo em uma bacia.
Os médicos não conseguem explicar o que aconteceu com a menina. Sua mãe explica que Rahma crescia normalmente, até que aprendeu a se sentar. Ela relata que aí começaram os problemas.
“Foi então que minha filha começou a ter muita febre, muita dor… Suas mãos e pés doíam e ela passou a não conseguir utilizar mais nenhum deles. Foi então que percebemos o problema”, explica Fadi, a mãe.
Os pais dela se dedicam, desde então, a procurar uma cura para a rara doença. O pai dela, Hussaini, afirma que os familiares já venderam quase todos seus bens para ajudar a filha. Tudo para não encontrar solução.
Reprodução
A esperança da família está, agora, no fato da história ter ficado conhecida mundialmente.












Os olhos se voltaram para Rahma após a fotógrafa Sani Maikatanga compartilhar sua imagem em redes sociais. Por conta disso, a menina ganhou uma cadeira de rodas.

Mesmo diante de todas as dificuldades, a jovem nigeriana não desiste. Mais ainda: sonha e faz planos. Esperançosa em encontrar alguma ajuda na medicina, Rahma tem o sonho de ter um comércio próprio para ajudar sua família.
Fonte: Yahoo
 

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Juíza de Direito Betina Meinhardt Ronchetti pergunta: quem é a vítima? Leia!



Debater violência urbana pressupõe alguns princípios inegociáveis, como o Estado não ser condescendente com o crime, pois isso é uma questão de humanidade para se poder viver em comunidade.
O criminoso sabe que, flagrado, deve se submeter à autoridade do Estado. O policial militar representa essa autoridade, portanto, ao flagrar o indivíduo na prática de crime, este deve(ria) se entregar.
O que se tem visto, porém, é que o criminoso quer ganhar sempre, premido pela regra capitalista que o norteia. Parênteses: o criminoso é o maior capitalista que se conhece. Mas é perverso. Oprime os cidadãos da comunidade onde mora, oprime os presos mais vulneráveis no sistema carcerário que o Estado não domina, oprime os indivíduos-policiais fragilizados pelos salários parcelados de um Estado falido, oprime uma instituição-polícia desconstruída por discursos maldosos que pregam ser contra o cidadão, oprime os poderes constituídos, colocando-se na posição de vítima da sociedade. Ele oprime a mim e a você, pois com o discurso vitimista nos faz confundir as coisas, não saber mais quem é vítima e quem é criminoso, ou quem é o lobo de quem.
Por isso é que só o juiz pode, em cada caso e diante das provas concretas, definir a situação particular de cada um.
O criminoso, como categoria, não é oprimido, mas opressor, e o policial, como categoria, não é opressor, mas protetor da comunidade. A quem serve plantar na população desconfiança e hostilidade contra as autoridades, se não ao crime?


Não importa nesta análise se há ou não maus policiais, pois sabe-se que há. Há maus "tudo". Os maus devem ser punidos na medida de seus erros. Haverá quem diga que há também o "bom" criminoso. Mesmo ele, porém, está no crime. Só isso basta a diferenciar, como "categoria", crime e polícia. Não são "instituições" comparáveis. Portanto, é tremenda inversão de valores vender a ideia de polícia contra cidadão, pois isso só engrandece o crime.
Nenhuma instituição do Estado deve ser propagada como contrária ao cidadão.
Assim, num flagrante de crime (como casos recentes em que houve confronto armado), injusto focar o debate na conduta do policial sem questionar a do criminoso, a quem, flagrado, cabia de imediato se entregar e evitar qualquer confronto, pois é ele quem está fora da lei. E isso é inegociável.
Fonte: clicrbs.com

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Diego, ex-parceiro de Robinho chega pra reforçar o MENGÃO

Apresentação Diego Flamengo (Foto: Fred Gomes)

Diego com os filhos Davi e Matteo em sua apresentação na Gávea (Foto: Fred Gomes)
Diego chegou. Diego é do Flamengo. E chegou reconhecendo que não foi bem no Fenerbahçe, mas ao mesmo tempo esbanjou confiança ao repetir diversas vezes que "sua qualidade todos conhecem". Depois de provocar tumulto em seu desembarque no aeroporto Santos Dumont e comoção entre os torcedores no Rio de Janeiro, foi a vez de o meia ser apresentado oficialmente como jogador do clube, no fim da tarde desta quarta-feira, em entrevista no salão nobre da Gávea. No local, repleto de rubro-negros, o jogador de 31 anos falou de sua expectativa pelo desafio após passar 12 anos na Europa, onde defendeu seis clubes de cinco países diferentes. O presidente Eduardo Bandeira de Mello, o vice Flavio Godinho e o diretor executivo Rodrigo Caetano sentaram à mesa para apresentar o atleta, que agradeceu pela recepção e falou em sonho realizado.
- Quero agradecer por tudo que vocês, a nação rubro-negra, me proporcionaram em poucas horas. Nas redes sociais e nas ruas, deu para sentir o carinho. Jamais vou esquecer essa recepção. Vou me esforçar ao máximo para retribuir. Quero agradecer a todos da direção pelo profissionalismo e esforço. Quero agradecer aos funcionários e à minha família. Hoje se concretiza um sonho na minha vida e eu vou vivê-lo intensamente - disse Diego.
Fonte: yahoo
 

terça-feira, 19 de julho de 2016

O "Arraiá da ARBS" 2016 BOMBOU! Muito forró, muita alegria e muito licor

 
A Diretoria da Nova ARBS sente-se honrada e prestigiada pelo sucesso do nosso “Arraiá”/2016. A nossa ressaca do forró foi um sucesso e teve organização diferenciada... Registramos momentos inesquecíveis ao lado dos nossos FAMILIARES com um suporte de comidas e bebidas típicas inigualável. Muita alegria, muita descontração e muito forró com as Bandas Q’delícia, Frisson do Brasil, Keu dos Teclados e Grupo Los Morenos.
Os Arbianos participaram em massa do evento, bem como nossos hospedes e visitantes juazeirenses. Quem foi ao 1º “Arraiá” da Nova ARBS se deleitou! Também tivemos a presença ilustre do SUB TEN PM R/R LEAL da ABSSO  que se encantou com a festa dos Arbianos.
Queremos agradecer imensamente a Deus por ter nos dado a força necessária para realizamos esse magnífico evento, aos associados e seus familiares, bem como aos nossos amigos e parceiros de sempre...
Confira as fotos que já deixam saudades...
 
                                             Vamos combinar! Foi sucesso total!
 






 
 









 





 
 
 
 
 
 
 
                                              O PRÓXIMO SERÁ BEM MELHOR!
                                              Até paroano se Deus assim permitir!
                                                               NOVA ARBS